sábado, 3 de abril de 2010

Por que vender moto e capacete juntos??

Fabricantes, lojistas e usuários avaliam a possibilidade e apontam obstáculos (quem????????)


“Se o capacete é um equipamento obrigatório, por que não vem junto com a moto?” A pergunta que surgiu no programa Pretinho Básico, da Rede Atlântida, na quarta-feira, foi repercutida em Zero Hora pelo colunista Tulio Milman, que ainda sugeriu que a ideia fosse transformada em lei. A polêmica foi levada adiante por ZH, que ouviu a opinião de fabricantes, lojistas e usuários. A proposta agradou a alguns, mas não à maioria, apontada como inviável e prejudicial ao consumidor, que comprou 1,58 milhão de motocicletas no Brasil no ano passado. Confira abaixo, as opiniões:


Mais aqui:

Pois bem, esse sr. Tulio Milman que deve ser um grande conhecedor de trânsito e motociclismo, (assim como o odiador mor de motocicletas o sr. Lazier Martins), poderia sair as ruas e ter o bom senso de falar com pessoas que realmente usam o veículo (não estou falando de motoboys, motoqueiros e bostoqueiros) como meio de transporte e lazer, ao invés de ouvir meia dúzia de pessoas fora da realidade.

São idéias de jerico como essas que infestam o pais leis absurdas que acabam em letra morta, senão vejam a nova idéia do Ver. Adeli Sell de colocar fraldas nos cavalos, ao invés de insistir na retirada definitiva das carroças da via pública.

Dúvido que o sr. Tulio não cometa infração de trânsito falando no celular, mais uma lei exdruxula, afinal ele é um cidadão acima de qualquer suspeita.