segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

CENTRO DE TREINAMENTO TÉCNICO SENAI-SP HARLEY-DAVIDSON

Primeira unidade desse tipo fora dos Estados Unidos fica no Ipiranga

03/12/2016
Agência Indusnet Fiesp

Senai-SP e Harley-Davidson inauguraram neste sábado (3/12) o primeiro Centro de Treinamento Técnico da marca fora dos Estados Unidos. O novo ambiente de ensino foi desenvolvido na Escola Senai “Conde José Vicente de Azevedo”, no bairro do Ipiranga. Paulo Skaf, presidente do Senai-SP, participou da cerimônia. “Temos um padrão excepcional no Senai-SP”, destacou Skaf. O ferramental disponível para os alunos, explicou, é ultramoderno. “Este é o Brasil do trabalho, da formação profissional, da tecnologia.”

O Centro de Treinamento Técnico Senai-SP Harley-Davidson tem por objetivo a capacitação de profissionais de todo o Brasil do segmento de manutenção de motocicletas de alto desempenho e atenderá a rede de concessionárias da marca e os alunos dos cursos Técnico em Manutenção Automotiva, Superior de Tecnologia em Sistemas Automotivos, Pós-graduação em Motores de Combustão Interna, além dos programas de qualificação, aperfeiçoamento e especialização profissional oferecidos pela escola.
O espaço tem 12 postos de trabalho individuais, cada um equipado com motocicleta, ferramentas de uso geral e específico e equipamentos de diagnóstico com a aplicação de metodologia de ensino do Senai-SP alinhada aos padrões internacionais. Todos os instrutores do Senai-SP foram capacitados na Harley-Davidson University, em Milwaukee, nos Estados Unidos. “Aqui no Senai-SP se faz bem feito. O aluno aprende fazendo”, declarou na inauguração o diretor regional do Senai-SP, Walter Vicioni.
A parceria permitirá absorção e transferência de novas tecnologias, atualização do conteúdo dos cursos do segmento de motocicletas, especialmente de alto desempenho, aperfeiçoamento dos materiais didáticos dos cursos ofertados para a comunidade e avanços nos estudos para homologação de novos modelos de motocicletas para o mercado brasileiro.

Os materiais didáticos terão padrão internacional e serão aplicados recursos para estudos e projetos de pesquisa no Curso de pós-graduação em motores. Outro diferencial é a criação de um laboratório de ensaios dinamométricos para medição do desempenho das motocicletas e análise de emissão de poluentes. 

http://www.sp.senai.br/noticias/27/10635/skaf-inaugura-centro-de-treinamento-tecnico-senai-sp-harley-davidson.html

Mirage 2008





terça-feira, 29 de novembro de 2016

MT-03 versus CB 500

Colocando na ponta do lápis, é mais vantagem comprar a CB 500...

CB 500F Standard: R$ 26.000
CB 500F ABS: R$ 28.000
CBR 500R ABS: R$ 29.000
CB 500X ABS: R$ 29.900

Com dois cilindros em linha e 471 cc de cilindrada, 50,4 cv a 8.500 rpm e 4,55 kgfm de torque a 7.000 rpm.





MT-03 ABS R$ 21.459,00
MT-03 STD R$ 19.452,00

Com dois cilindros em linha e 321 cc de cilindrada, 42 CC a 10.750 rpm e 2,96 kgfm de torque a 9.000 rpm.



quinta-feira, 24 de novembro de 2016

IDE/SATA HDD Docking Station Knup KP-DH005

Comprei uma Doc Station pelo Submarino, que todos sabem virou um entreposto de várias lojinhas sem muito significado.

Até ai tudo bem, pois não é a segunda vez que compro algo do Submarino ou da Shoptime que são entregues por terceiros ou quartos.

Mas o que me arrepiou foi que o produto veio de uma "lojinha" chamada Makeda, e que essa "lojinha" na verdade é dessas que vende pelo Mercado Livre.

 

Bom, agora que a Ines é morta, dane-se.

 A unidade tem 2 slots para HD's diferentes, ou seja, não dá pra plugar 2 hd's iguais, nem sei se nessa modalidade é possível clonar, já que veio com um botão que seria para essa finalidade.

 Se tiver 2 ou mais hd's para notebook não tem como clonar e o mesmo para hd's sata de 3 1/4 ou PATA, enfim, troquei 6 por meia dúzia, pois já tinha umas 3 unidades de leitores diferentes para hd's, a unica "vantagem" são as portas USB (2) pra cartão de memória!




Essa interfacezinha tem praticamente a mesma funcionalidade da Doc Station, com a diferença positiva de que não precisa ser alimentada para hd's SATA, se usar um PATA ai tem que usar a fonte, ao contrário da Doc Station que precisa de alimentação para qualquer leitura.

A diferença negativa é que não tem as portas USB e SD, mas também, pelo tamanho não se pode querer muito. Ela tem 3 lados para as conexões das unidades e o quarto para alimentação e cabo de dados.

11/01/2017
Resumindo: O dispositivo é uma merda, muito instável e desconecta a todo instante.