terça-feira, 31 de maio de 2016

Policia Rodoviária Federal e Estadual



Temos uma autarquia das mais dispendiosas no pais, milhares de agente com salários vultuosos, veículos de ultima geração, armamentos etc.

Mas pra que tudo isso? Para multar motos com escapamento aberto ou pisca queimado, carros com atraso na documentação etc.


Isso não seria obrigação da secretaria do tesouro? Tirar a policia de obrigações mais importantes como crimes de roubo de carga, contrabando, invasão de fronteiras, tráfico de drogas para verificar situação ridículas de veículos nas estradas!

Li a pouco dois relatos, um sobre um motorhome que foi parado e o agente complicou a vida do motorista porque estava carregando um botijão de gás, pô, um motorhome é uma casa móvel e usa gás para cozinhar, mas o problema maior foi porque ele estava documentando como caminhão! Será que o profissional treinado não constatou que era um veículo modificado? Não, isso não importa, o que importa é o que diz o documento mesmo que alguém antes o tenha feito errado.

Outro caso foi um proprietário de uma Kombi Saffari também veículo de recreação, diz ele que não pode passar pelos agentes que eles param e revisam tudo.

Tempos atrás um camarada tinha colocado lâmpada Xenon na moto, pronto, foi passar num posto de PRE que foi multado, teve os documentos apreendidos e teve que voltar no outro dia com o farol antigo, enquanto isso estamos cansados de ver bicheiras rodando pelas estradas em pisca, lanterna etc.


Ai eu pergunto, um empresário criaria uma estrutura desse porte e com todo esse valor para cobrar multas de trânsito? Isso nunca teria retorno financeiro, mas como é o cidadão que paga, dane-se!

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Limotrike

Conheça o triciclo limusine com motor de Kombi

Quando você acha que já viu de tudo na vida, eis que uma preparadora decide inventar um triciclo limusine conversível. Chamado de Limotrike, o veículo realiza passeios turísticos pelo Rio de janeiro, demorou cerca de seis anos para ficar pronto e foi feito com equipamentos de diversos veículos. O motor, por exemplo, é o 1.4 flex da Kombi.
O câmbio e o agregado traseiro também foram herdados da perua, enquanto as lanternas são do Peugeot 308. O santantonio foi inspirado no Audi TT, as rodas traseiras são da GMC Suburban e os discos de freio são daBMW.
Já a parte da moto que direciona o veículo tem banco doChevrolet Omega 2000 australiano e manoplas daHonda Shadow 600. Os outros componentes como guidom, bengalas e garfo foram desenvolvidos à parte, levando em consideração o peso e comprimento do veículo. A carroceria feita em fibra de vidro e com capota rígida removível também foi feita pela preparadora.
Segundo Kennedy Bacarin da Silva, diretor da customizadora Procopio Special Vehicles, a inspiração para criar a Limotrike veio das limusines exóticas que rodam pela Austrália. Mas, para ele, o diferencial do modelo é a transmissão a sensação de liberdade para quem está do lado de dentro e de fora do veículo.
“A estimativa é que, dependendo da época do ano, o passeio custe de $70 a $120 por pessoa”, afirmou o executivo sobre o veículo que comporta até seis passageiros. Na parte traseira do véiculo há TV de LED de 32 polegadas, central multimídia com PlayStation 3, e iluminação do piso de acrílico personalizada.
A intenção de Bacarin é expandir o negócio para outras cidades turísticas brasileiras e até no exterior. “A ideia é ecplorar ao máximo o mercado de passeio com turistas, por exemplo, em Miami, Las Vegas, Caribe, Dubai, entre outros tantos mundo afora”, comentou.